Publicado em Deixe um comentário

CABELOS FINOS, COMO TRATAR?

Após a fase da careca os cabelos voltam a crescer de forma surpreendente. Pessoas que tinham cabelo liso passam a ter cabelos encaracolados, outras com cabelos grossos e fartos passam a ter cabelos finos e ralos.
Pensando nos cuidados com os cabelos que voltam a crescer, vamos apresentar algumas formas de como cuidar dos diferentes tipos. Hoje falaremos dos cabelos lisos e finos.
Os cabelos lisos e finos são mais frágeis e delicados, embaraçam e quebram com mais facilidade, tendendo a ressecar mais facilmente, por isso, os cuidados com os fios incluem:

  • Usar xampu e condicionador próprios para cabelos finos e lisos;
  • Colocar condicionador apenas nas pontasdos fios de cabelo;
  • Não pentear o cabelo quando estiver molhado;
  • Evitar usar secador ou chapinha para secar o cabelo, pois agridem os fios de cabelo;
  • Caso seja necessário usar o secador, aplicar um protetor térmico antes, colocá-lo a uma temperatura baixa e mantê-lo pelo menos 3 centímetros longe do couro cabeludo;
  • Depois de seco, pentear o cabelo, começando por desembaraçar as pontas dos fios de cabelo e só depois percorrer os fios até a raiz, pois o cabelo fino e liso quebra mais facilmente;
  • Depois de penteado, prender o cabelo com um coque ou uma trança, cerca de três dias na semana para proteger os cabelos finos de quebrar;
  • Fazer uma hidratação ao cabelo a cada 15 dias, preferindo os produtos com queratina para manter os fios fortes e resistentes;
  • Outra dica importante para cuidar do cabelo liso e fino é aparar as pontas dos fios regularmente, pois o cabelo fino tem tendência a ficar com pontas duplas facilmente;
  • E para finalizar, os produtos para cabelos finos e lisos devem ser próprios para este tipo de cabelos, para deixar os fios mais leves, reparados e hidratados, mantendo o seu brilho.
Publicado em Deixe um comentário

PACIENTE ONCOLÓGICO PODE VIAJAR?

Festas de final de ano, férias de verão… E aí, o paciente oncológico pode viajar?

Pode sim, e deve, desde que seja um destino tranquilo, que não seja estressante. Mas é necessário tomar algumas medidas de segurança.
O primeiro e fundamental passo é que o médico saiba e esteja de acordo com a decisão do paciente em viajar, pois ele é quem irá passar todas as recomendações de como deverão ser os próximos dias.

É importante que o paciente não viaje sozinho e se certifique que o local de destino possua uma boa estrutura caso seja necessário algum atendimento.
Se a viagem for de avião e longa, lembre-se de levantar da poltrona a cada uma hora para estimular a circulação.

Febre é questão de urgência. Se o paciente apresentar febre igual ou superior a 37,8º C (medida embaixo das axilas) e estiver em quimioterapia ou radioterapia, deve procurar imediatamente o serviço local de saúde ou entrar em contato com seu médico.

Pacientes em tratamento quimioterápico devem proteger-se do sol com o uso de filtro solar (fator maior ou igual a 30) e roupas e acessórios, que devem incluir chapéus ou lenços na cabeça. Os medicamentos podem manchar a pele e evitar esse efeito com o uso de bloqueadores solares é imprescindível.

Cuidar da alimentação faz parte da rotina a todo momento, mas em viagem a atenção deve aumentar. É importante que o paciente sempre consuma alimentos frescos e de procedência confiável, além de beber bastante líquido.

Outra dica é não esquecer de levar na viagem todos os medicamentos que estejam em uso. Não somente os do tratamento, mas também os sintomáticos, utilizados em caso de dor, febre e vômito, por exemplo.
Seguindo essas medidas de segurança a viagem tem tudo para ser um sucesso!

Fonte:(Vencer o Câncer)

Publicado em Deixe um comentário

HOJE EU VOU DE MOLETOM

Tem dias que a gente está a fim de usar algo mais confortável, né? Principalmente em dias de tratamento, de exames… E quer coisa mais confortável do que peças em moletom?

O moletom é a peça mais democrática que você pode ter no seu guarda-roupa. Isso porque ele combina
com quase todas as roupas e sapatos, do social ao esporte, podem ser usados inclusive com calça jeans, de alfaiataria, saia curtas e longas, shorts, por cima de vestidos, leggings, com camisas de gola por baixo (sabe quando a golinha fica aparecendo por cima do suéter ou moletom?)


Para dar outra cara para sua produção, sem ser aquele: “acabei de acordar com o moletom”, ou “acabei de
sair da academia” – abuse de acessórios mais sofisticados, como colares, braceletes e bolsas. E também
sapatos de salto como botas, scarpins e sandálias.
Com calças e saias em couro e de alfaiataria também dá um toque glamoroso. Invista nesta peça coringa
e esteja elegante e ao mesmo tempo despojada além, claro, de confortável e quentinha (o).

Publicado em Deixe um comentário

IMUNOTERAPIA: REVOLUÇÃO NA LUTA CONTRA O CÂNCER

A imunoterapia obteve grandes avanços na luta contra cânceres como o melanoma, que se acreditava incurável, embora cientistas ainda não compreendam porque o tratamento funciona bem em alguns casos e não em outros.

A técnica, saudada como a inovação de 2013 pela Revista Science, consiste em treinar o sistema imunológico para atacar os tumores.

Em alguns casos, a abordagem desarma as defesas dos tumores e em outros, seleciona as células imunes mais fortes do paciente, as desenvolve em laboratório e as reinjeta para reforçar o ataque do corpo ao câncer.

“A beleza desta abordagem é que é mais seletiva e está produzindo remissões duradouras e estáveis.Isto é realmente revolucionário e agora, os tratamentos do melanoma estão ficando tão bons que estamos vendo pela primeira vez um avanço significativo contra tumores sólidos muito difíceis de tratar”“, disse Steven O’Day, professor associado de Medicina na escola médica Keck, da Universidade da Carolina do Sul.

Tumores sólidos são encontrados na maior parte dos cânceres, inclusive no de útero, última fronteira no tratamento com imunoterapia.

Cientistas dos Institutos Nacionais de Saúde anunciaram uma nova técnica – que consiste em retirar células imunológicas de um tumor e cultivar bilhões delas em laboratório para reinseri-las no corpo do paciente – teve sucesso em duas entre nove pacientes.

As mulheres, ambas na casa dos 30 anos, foram desenganadas pelos médicos, que lhes deram menos de um ano de vida antes de participarem dos testes, e o câncer tinha se espalhado por todo o seu corpo.

Agora, elas não apresentam sinais de câncer: uma, com 22 meses e outra com mais de um ano após o tratamento. Mas o motivo de a técnica não funcionar com as outras pacientes permanece um mistério, que os cientistas ainda trabalham duro para desvendar.

Enquanto isso, novos estudos estão sendo lançados sobre o uso da imunoterapia para tratar cânceres oral e anal que, como o câncer de útero, são provocados pelo vírus do papiloma humano (HPV).

As gigantes farmacêuticas Bristol-Myers Squibb e Merck estão na corrida para produzir remédios que vão ajudar o sistema imunológico a reconhecer e atacar o câncer.

Especialistas afirmam que o campo da imunoterapia tem um mercado potencial de US$ 35 bilhões.

Fonte:( Revista Exame)

Publicado em Deixe um comentário

CARECA SIM, E DAI?

Por mais que todos saibam que a saúde é o mais importante, não tem jeito, toda mulher quando recebe o diagnóstico de câncer pensa primeiramente nos cabelos. Somos vaidosas, não tem jeito!
O cabelo é sim a moldura do rosto e ouvir coisa do tipo “cabelo cresce” e “o importante é sua saúde”, definitivamente não é um grande incentivo, mas já que vamos ter que lidar com isso que seja da melhor forma.
Não é só o câncer que leva os cabelos embora, outras doenças como alopecia, lúpus, estresse…, mas isso é assunto para outro post.

Publicado em Deixe um comentário

Selfies divertidas para enfrentar a queda de cabelo

A britânica Sara Cutting, 46 anos, foi diagnosticada com câncer de mama em julho de 2014. Já passou por cirurgia para eliminar o tumor e agora passa por quimioterapia.  Para lidar com a queda de cabelo, Sara quebrou com expectativas e arrasou! De um jeito bem humorado, ela se desafiou postar uma foto por dia nas redes sociais com os mais diferentes adereços sobre a cabeça. Com as fotos maravilhosas, Sara além de demonstrar o apoio virtual, também alcançou visibilidade e conseguiu arrecadar dinheiro para a ONG Macmillan Cancer Care (ela já levantou mais de 40 mil reais com a doação de seus seguidores!). Em uma entrevista com o jornal britânico “The Guardian”, ela diz que antes nunca tirava selfies e era super reservada no mundo virtual, e que tudo isso tem sido uma experiência energizante. Sara diz ainda que “A vida tem que seguir em frente e você tem que encontrar uma maneira positiva de lidar com isso “. Doações podem ser feitas na  página JustGiving  de Sara. Veja suas várias selfies no:  Facebook  e Instagram.