Publicado em Deixe um comentário

Minha experiência como Coach em Resiliência

Nesses quase dois anos de contato e atendimento a pacientes do IQ&B, depois de muitas sessões, conversas, reflexões, troca de ideias e energias, posso dizer que estou muito melhor como ser humano do que era antes!

Quanto aprendizado! Quantos ensinamentos tenho recebido! E eu que achava que tinha muito mais a ensinar do que receber!

Tenho convivido com mulheres maravilhosas, tão fortes na sua dor, tão valentes no seu sofrimento, que muitas vezes me surpreendem pela forma equilibrada e positiva com que conduzem a sua vida mesmo diante de tanta adversidade.

E então eu posso dizer que tenho convivido com a resiliência na sua forma mais pura e autêntica, com pessoas que diante de um mundo que está desmoronando conseguem encontrar alternativas para continuar mantendo a esperança e o sentido da vida!

Eu aprendi que podemos ser o máximo de nós mesmas, que como diz o ditado:

”A esperança é a última que morre”, e ainda acrescentaria “alimentada pelo amor”.

Eu trabalho com a minha experiência como Psicóloga e Coach, uso de diferentes metodologias para ajudar as pessoas a traçarem planos e estabelecer passos para atingirem o que precisam. Mas aqui devo dizer que toda essa bagagem de conhecimentos, deve ser fortemente incrementada como o sentido de amor pelo próximo e pela vontade de ajudar, seja lá de que forma for!

Muitas vezes, não há muito o que fazer, nem o que dizer, não há uma técnica ou uma mágica que possa ajudar a enfrentar tamanha adversidade!

E eu, que me vi perplexa e mobilizada pelo intenso sofrimento de um semelhante, digo, o que fazer? Faça o que o seu coração mandar, a sua alma, ou seja lá o que for que venha de dentro de você, e que possa te inspirar. E podem ter certeza, a gente tem essa sabedoria interna e consegue buscar lá de dentro do âmago do nosso ser, a energia e a força que precisamos.

Para concluir, quero deixar o meu imenso agradecimento para todas essas mulheres poderosas, com as quais tenho convivido nesses últimos anos, e dizer, que, seja de que forma for, estarei sempre pronta a descobrir com vocês novas possibilidades, novos caminhos, novos passos, para a conquista do que almejam para suas vidas.

Obrigada, hoje e sempre!

Publicado em Deixe um comentário

Programação corpo-mente

Cats queridas, nossa Coach em Resiliência, Diana Vilas Boas, traz um texto muito legal para falar sobre a programação corpo-mente.

“Olá Cats!

Hoje quero falar a respeito da programação corpo-mente, seguindo alguns preceitos da Dra. Joan Boryshenko, médica e psicóloga especialista no campo da medicina integrativa.

Segundo a Dra. Boryshenko,  uma vez que aprendemos alguma coisa, não temos que, conscientemente, pensar a respeito dela, a tarefa simplesmente se repete, como no caso de pôr a chave na ignição e dirigir o carro, pois nosso sistema nervoso foi condicionado com o padrão de dirigir.

Então devido ao nosso condicionamento, todos nós temos hábitos e muitas vezes gravamos sensações de situações quando tivemos algum tipo de ansiedade, medo ou sentimos ameaça, e poderemos voltar a sentir as mesmas sensações em outras ocasiões semelhantes, mesmo que não representem uma real ameaça.  

condicionamento fisiológico é uma espécie de aprendizado rápido que se desenvolveu para nos ajudar a dominar situações de causa e efeito que podem determinar a sobrevivência…

Muitas pessoas que recebem quimioterapia para câncer sentem náuseas devido à medicação. Rapidamente, através do condicionamento, elas começam a sentir-se mal antes mesmo de receber a droga. Involuntariamente aprenderam a sentir-se mal como uma resposta condicionada a pensamentos, visões e cheiros da situação relacionada à quimioterapia.

Estudos soviéticos mostram que o sistema imunológico pode ser condicionado. E aí está uma grande ameaça que faz com que muitas vezes, possamos ter doenças ou sentir no corpo dores e sensações que poderiam ser evitadas!

Se somos capazes de criar esse condicionamento e essas respostas negativas, também seremos capazes de criar o condicionamento e respostas positivas! E essa é a grande chave, o grande segredo da nossa sobrevivência!

Nossa capacidade de criar melhores condições de vida, realizando nossas esperanças, sonhos,  objetivos e aspirações, depende do controle dos eventos  que nós mesmos criamos e daqueles que espontaneamente surgem em nossas vidas, como estresses, obstáculos, decepções.

Sem a convicção de que temos tal controle, não seremos capazes de lidar com os altos e baixos de nossas vidas. Tomar consciência de nossos condicionamentos é o primeiro passo para desaprender atitudes que há muito perderam sua utilidade.

Tal tomada de consciência permite responder adequadamente e na medida certa ao que esta acontecendo agora, em vez de reagir condicionadamente a uma história que já pode estar ultrapassada.

Pensem nisso, em como podem reprogramar suas mentes, rever suas crenças, ressignificar de maneira positiva e elaborar uma fase começando com: eu acredito…

Fiquem bem, sejam felizes,

Diana Vilas Boas

Coach em resiliência.”

Quer enviar uma solicitação de Coaching em Resiliência para ela? Clique aqui e preencha o formulário

Publicado em Deixe um comentário

O que nos causa medo ?

Cats queridas, nossa Coach em Resiliência, Diana Vilas Boas, traz um lindo texto para analisar e refletir acerca do medo.

“Olá Cats!

Quero falar hoje sobre o Medo, o grande vilão que nos assombra e nos impede muitas vezes de arriscarmos ações que poderiam nos levar a realizar nossos sonhos…

Medo é uma barreira que se interpõe entre o que queremos, e a dúvida, preocupação, pensamentos negativos que podem nos levar ao fracasso. O medo pode ser baseado em crenças, experiências de erros, pecado ou culpa. Esse medo nos acomete criando expectativas e antecipações de punição e libera emoções extremamente danosas e jatos de adrenalina que percorrem o corpo, causando mal-estar e descontrole.

Temos que pensar que o medo não existe no aqui e agora, é sempre fruto da nossa imaginação, é o medo imaginário que vem lá do fundo, consequência de cada dificuldade que vivemos, de acontecimentos desagradáveis e traumáticos.

“O que se sabe é que tudo aquilo a que se dá atenção permanece no mundo das forças energéticas e ao darmos vida ao pensamento, criamos a matéria ” (Ana Sharp)

Segundo o Dr. Deepak Chopra os estudos indicam que, aonde vai um pensamento vai uma molécula junto, e essas moléculas (neuropeptídios) mostram que a verdadeira comunicação não é verbal, mas energética.  Então o que pensamos influencia diretamente o ambiente, e aí está o perigo dos medos…

Temos que examinar nossas crenças, o que nos causa medos, maiores ou menores, fazer uma lista desses medos e procurar entender da forma mais racional possível o que mais nos toca e nos aflige. Então a partir daí, questionar suas origens e significados.

Como podemos afastar esses pensamentos?  Podemos simplesmente observar e deixar passar, ou recorrer a técnicas como sugestão mental, relaxamento, meditação, mantras…  

Saber do que tenho medo, enfrentar esse pensamento, ter consciência de que muitas vezes está só no imaginário, pode ser um grande passo. Concentrar-se no aqui e agora e tomar conta de nossos pensamentos, evitando o que pode nos fazer mail. Vamos plantar somente pensamentos positivos!

Vamos em frente queridas Cats! Vamos em busca do que queremos para nossas vidas!

Um grande abraço a todas, sejam felizes!

Diana Vilas Boas”

Quer enviar uma solicitação de Coaching em Resiliência para ela? Clique aqui e preencha o formulário