Publicado em Deixe um comentário

A Meditação é forte aliada no tratamento oncológico

COMO A MEDITAÇÃO PODE TE AJUDAR

A cada desafio que nos é apresentado durante a vida, sempre podemos ver uma oportunidade de entender e aprender com o caos. O desafio pode nos ensinar a encontrar nosso equilíbrio interno e externo. Nesse aprendizado, existem muitos caminhos, muitas ferramentas que podem nos ajudar a ver nossos “turbilhões” com um novo olhar, e é nesse novo olhar que podemos encontrar a calma, a serenidade e a leveza.

A meditação é um destes caminhos e é sobre ela que irei compartilhar com vocês.

QUANDO UMA INFORMAÇÃO TE TIRA DO EIXO

Receber um diagnóstico de câncer mama é algo que pode ser avassalador. O que fazer com um monte de informação, dores e sentimentos que vem junto?

Além do câncer em si, o de mama traz medo e ansiedade em relação à feminilidade e autoestima da mulher pois, o órgão afetado vai passar por procedimentos invasivos, cirurgias, manipulações e ainda pode precisar ser totalmente retirado.

 Aprendemos desde cedo que os seios são símbolos da sensualidade feminina e da maternidade. Quando ele é afetado pelo câncer, essa memória automaticamente é acionada e a mulher pode não se sentir “completa”, e perde sua identidade, “quem sou eu agora?”, “Por que isso está acontecendo comigo?”, “O que eu fiz de errado para merecer isso?” “É um castigo?” Essas perguntas são comuns, pois são das nossas crenças humanas não desenvolvermos a aceitação e carregarmos a culpa. Portanto, inicia-se uma crise existencial e espiritual.

 O tratamento do câncer de mama também corrobora para os desafios dessas mulheres. Na grande maioria, o tratamento é doloroso, a quimioterapia traz muito efeitos colaterais como dores no corpo, náuseas, vômitos, dores abdominais, fadiga, falta de apetite.

 Dessa maneira, com todos essa avalanche de emoções, sentimentos e sintomas físicos essas pacientes experimentam o ESTRESSE FÍSICO E EMOCIONAL.

ALÉM DO TRATAMENTO CONVENCIONAL:

Após o diagnóstico, durante todo o tratamento e após o término do tratamento a ansiedade, distúrbios do humor, depressão e dor necessitam de atenção. Todos esses sentimentos são gerados a partir do medo, medo de morrer, medo de não aguentar o tratamento, medo de ficar com sequelas no corpo, de não se adequar mais à sociedade, medo do abandono, raiva, isolamento, medo de não ter mais a sua vida de volta.

Nesse contexto é fundamental que as mulheres diagnosticadas com câncer de mama tenham a possibilidade de receber um acompanhamento e orientação paralela ao tratamento médico convencional. As terapias integrativas e complementares vem colaborando com o tratamento convencional para trazer mais qualidade de vida, aceitação, autoconhecimento e autoestima.

A ASCO (American Society of Clinical Oncology) é uma organização não-governamental fundada em 1964 que possui metas globais de melhoria no tratamento e prevenção do câncer e endossou a diretriz sobre o uso de terapias integrativas durante e após o tratamento do câncer de mama. O documento avalia o grau de evidencias das práticas integrativas para o manejo de sintomas e efeitos adversos como ansiedade, estresse, transtorno do humor, fadiga, náuseas.

As terapias complementares incluem MEDITAÇÃO, IOGA e uso de produtos naturais.

PRÁTICAS MENTE-CORPO

As práticas mentais e corporais tiveram as recomendações mais altas, com a meditação recebendo nota “A” (máxima) para redução da ansiedade, tratar distúrbios do humor e sintomas depressivos e melhorar a qualidade de vida. Nota A significa que pode ser recomendada para uso rotineiro contra ansiedade e alteração do humor e outros sintomas em pacientes com câncer. Musicoterapia, ioga, massagem e gestão do estresse receberam recomendações nota B e estão entre as práticas integrativas mais usadas atualmente atuando na saúde mental geral e nos sintomas de ansiedade e para aliviar outras condições relacionadas ao tratamento oncológico.

E AS PRINCIPAIS RECOMENDAÇÕES SÃO:

  • Redução da ansiedade e estresse: meditação, gerenciamento do estresse e ioga.
  • Depressão e transtornos do humor: meditação, relaxamento, ioga, musicoterapia.
  • Melhorar qualidade de vida: meditação e ioga.
  • Redução de náuseas e vômitos: acupressão e acupuntura

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DA MEDITAÇÃO?

 As práticas integrativas podem ser realizadas como mecanismo natural de prevenção de agravos, recuperação da saúde e gerenciamento dos sintomas relacionados ao diagnóstico e tratamento do câncer de mama.

 A meditação, prática de harmonização dos estados mentais e da consciência traz benefícios para o sistema cognitivo, promove concentração, auxilia na percepção sobre as sensações físicas e emocionais, amplia a autodisciplina no cuidado à saúde, estimula o bem-estar, relaxamento, reduz o estresse, a hiperatividade e os sintomas depressivos, diminui os pensamentos repetitivos, promove alterações favoráveis no humor e proporciona maior integração entre mente, corpo e mundo exterior. Fisicamente esta prática contribui para a redução dos níveis de adrenalina e cortisol, hormônios relacionados ao estresse e à ansiedade, consequentemente intensifica a produção de endorfina e serotonina, responsáveis pela sensação de bem-estar e felicidade.

Foram constatados já vastos benefícios da meditação como a melhora da dor física, insônia, no bem-estar emocional, no medo de recorrência e angústia, melhora na atenção, espiritualidade, religiosidade, satisfação com a vida e na interpretação da doença como algo de valor e não mais como um castigo, aumento do amor-próprio e da autoestima e, na maior confiança da ajuda médica. Em outros estudos, a meditação auxiliou as mulheres a desenvolverem mecanismos naturais para enfrentar o processo de adoecimento, com menos trauma e sofrimento.

COMO COMEÇAR A MEDITAR E RECEBER SEUS EFEITOS?

A meditação é uma prática a ser aprendida, não possui nenhum teor religioso, não tem pré-requisitos, nem dogmas e é autoinduzida, ou seja, depois que você aprende não precisa de um professor ao seu lado todos os dias quando for praticar.

É importante encontrar um profissional que oriente as formas corretas de praticar a meditação, pois, senão o seu objetivo maior que é aprender a se envolver menos com seus pensamentos e sentir os seus benefícios não irão acontecer.

Para receber seus efeitos a meditação deve ser tornar um hábito, diário, esse é o caminho para, naturalmente, aparecerem seus benefícios. Basta praticar, regularmente, por 15 a 20 minutos, uma ou duas vezes ao dia.

            Tire esse tempo pra você.

            É a sua história, sua jornada.

            Você merece se conhecer e saber quem você é.

            Aprenda com os desafios e sua vida será mais leve.

            Um forte abraço,

Dra. Renata Isa Santoro – @drarenataisasantoro

Médica Integrativa – Instrutora de meditação pela UNIFESP

Colunista do IQeB

Publicado em Deixe um comentário

Estilo de vida saudável previne câncer de mama

Sociedade Brasileira de Mastologia lança movimento QUANTO ANTES MELHOR alertando a população para adoção de melhores hábitos que levam à uma vida com mais qualidade

Diante de um cenário atípico por conta da pandemia do covid-19, neste Outubro Rosa 2020, a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) vem alertar o público sobre a importância de celebrar a vida. Para isso, lança o movimento de conscientização QUANTO ANTES MELHOR, cujas mensagens principais são a adoção de um estilo de vida que compreenda a prática de atividades físicas, alimentação saudável, visitas regulares ao médico, exames preventivos e, quando preciso, o início do tratamento logo após o diagnóstico. Quanto mais cedo isso for feito melhor para a saúde da mulher.

De acordo com o presidente da SBM, Dr. Vilmar Marques, todas essas medidas são fatores que previnem várias doenças, dentre elas, o câncer de mama. Segundo ele, num ano tão difícil como este, a SBM quer reforçar que há muita vida após o câncer de mama e que o cuidado com a saúde deve ser constante, principalmente neste momento em que o rastreamento e o tratamento foram prejudicados e, em alguns lugares, ainda sendo gradativamente retomados por conta da pandemia.

Segundo o presidente, o movimento deste ano será totalmente online e focará na disseminação da informação. Ele lembra que diversos estudos, por exemplo, revelam que o sobrepeso e a obesidade, além da falta de atividades físicas no dia a dia, aumentam os riscos para câncer de mama e ainda proporcionam uma má qualidade de vida para quem está em tratamento. “Nosso alerta é para QUANTO ANTES mudar o estilo de vida MELHOR para a saúde e isso envolve exercícios, alimentação saudável e a consciência da saúde preventiva como um todo”, afirma ele, completando que o acompanhamento com o mastologista e a realização da mamografia anual nas mulheres a partir dos 40 anos é igualmente importante e está dentro desse contexto.

Em relação à pandemia de Covid-19, ele destaca a preocupação da entidade com a interrupção do rastreamento, exames e tratamentos. A SBM recomenda que nas regiões onde o pico da doença tenha diminuído, os casos estejam estabilizados e com certa flexibilização, as mulheres retomem seus exames e tratamentos, desde que seguindo as medidas de segurança. “Uma vez deixando de fazer o rastreamento, não identificando um tumor inicial com alta chance de cura, pode resultar em um diagnóstico tardio e em estágio mais avançado e isso preocupa. Da mesma forma as pacientes que estão em tratamento é fundamental o prosseguimento”, explica o médico.

Já nas regiões com alta incidência da pandemia, o mais correto é que as mulheres não consideradas urgentes, assintomáticas ou que fazem controle por alterações benignas aguardem o momento de pico passar. No entanto, nos casos com suspeita de um nódulo palpável não se deve postergar e buscar atendimento imediatamente para fazer o diagnóstico. “A pandemia gera uma sensação de insegurança e muitas mulheres deixaram de ir ao consultório. Isso é natural, mas é preciso retomar o rastreamento o quanto antes para evitar casos avançados no futuro”, conclui Dr. Vilmar.

Dicas de hábitos ideais para uma rotina saudável

  • Alimente-se bem e não fique muito tempo sem comer, ou seja, prefira comer de três em três horas, em pequenas quantidades, sempre priorizando os alimentos naturais e evitando os alimentos industrializados.
  • Evite o excesso de gorduras e carboidratos simples, como açúcar adicionado aos alimentos, doces, sucos de caixinha ou saquinho, refrigerantes, pão branco, macarrão, sempre preferindo as opções integrais.
  • Procure ingerir proteínas de boa qualidade, principalmente frutas, legumes e verduras por serem fontes de vitaminas e minerais essenciais e ricas em fibras que ajudam na saciedade e no funcionamento adequado do intestino.
  • Faça exercícios físicos durante a semana. O ideal são 150 minutos de exercícios físicos moderados divididos entre os cinco dias ou 75 minutos de exercícios vigorosos divididos pelos dias da semana.
  • Planeje o seu dia alimentar e tente segui-lo.

FONTE: Sociedade Brasileira de Mastologia

Publicado em Deixe um comentário

Retorno ao equilíbrio em momentos de incertezas

A maioria de nós aprecia o conforto e uma rotina que nos dê alguma segurança e previsibilidade. Não que a vida cheia de surpresas não seja estimulante, mas a intensidade drena muita energia e nem sempre temos meios de repor, antes do desequilíbrio se manifestar como uma doença em nosso corpo físico.

Assim, em momentos como esse que atravessamos, o medo e a incapacidade de vermos o que o amanhã nos reserva, provocam ansiedade e um enorme gasto de energia.  

Mas, como sair desse padrão de estresse e ansiedade?

Duas ferramentas simples têm se mostrado muito eficientes nesses tempos desafiadores:

A primeira é o enraizamento. Enraizar, significa estar energeticamente conectado com o solo, habilitando a troca de energia com a terra.

É uma prática simples e eficaz que pode ser feita diariamente pela manhã, apoiando a sola dos pés no chão e imaginando raízes de luz saindo dos seus pés e penetrando a terra enquanto você respira profundamente.

Cinco minutos diários dessa prática, trará os seguintes benefícios:

  • recuperar a sensação de segurança;
  • melhorar o seu nível de energia vital;
  • trazer você de volta ao aqui e agora.

A segunda ferramenta é a abertura do coração para ajudar na navegação, durante momentos difíceis, como esse que vivemos. Em tempos de nevoeiro espesso, a única bussola confiável que temos é o nosso coração.

Para que o coração possa ser nosso guia, ele precisa entrar em “coerência” com o cérebro. Ou seja, o coração, a mente, as emoções e o corpo, precisam trabalhar em sincronicidade.

Você consegue entrar nesse estado através da seguinte prática, ensinada pelo Instituto Heartmath da Califórnia, EUA:

1) Foque sua atenção na área do coração;

2) Imagine o ar entrando e envolvendo o coração e  toda a região ao redor dele;

3) Inspire pelo nariz e expire pela boca, um pouco mais lentamente do que o normal;

Faça isso por cerca de cinco minutos diários.

Espero com essas técnicas simples ter ajudado você a se sentir melhor e ter autonomia para retornar ao estado de equilíbrio e bem-estar, sempre que precisar.

Wilma Bolsoni é Terapeuta, Professora e Artista plástica
Atua no conceito mais amplo de saúde, apoiando indivíduos no processo de expansão de consciência e disseminando conhecimentos que ajudem o Ser Humano a evoluir de forma saudável, consciente e livre.

Formada na BBSH – Barbara Brennan School of Healing, FL – EUA, Instituto para o Estudo de Sistemas de Bioenergia, Campo de Energia Humana e transformação pessoal. Com pós-graduação em Bases da Medicina Integrativa pelo Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.
Professora certificada pelo HeartMath Institute, CA – EUA. Centro de Pesquisa reconhecido globalmente por sua atuação em fisiologia emocional, resiliência e gerenciamento de estresse. É sócia fundadora e terapeuta no Ateliê de Luz – Terapias Vibracionais Integrativas, que atua no estudo, aplicação e disseminação de Terapias Integrativas baseadas no campo de energia humana e estilo de vida para saúde integral. Atuou como terapeuta integrativa no Grupo de Medicina Integrativa do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Albert Einstein e na Clínica de Medicina Personalizada P4B – Personalized Health, onde os serviços de saúde são baseados na visão funcional dos sistemas biológicos humanos visando prevenção, diagnóstico e terapêutica. Idealizadora e professora do Curso de Formação em Terapia Vibracional e Transformação Pessoal pelo Ateliê de Luz. Consultora, instrutora e facilitadora de experiencias para o desenvolvimento de consciência e auto mestria para grupos e empresas. Membro do Arts & Healing Network – CA – EUA, Organização que celebra globalmente a conexão entre a Arte e a Cura, por acreditar que a arte é um catalisador essencial para criar uma mudança positiva nos seres humanos e no mundo.

Publicado em Deixe um comentário

Ações do IQeB

Esta foi a nossa visita ao Hospital Infantil Darcy Vargas, vinculado a Secretaria de Saúde de SP. Fomos com um grupo de voluntárias super engajadas – estudantes de jornalismo da PUC – SP.
?
Entregamos os kits da nossa pedalada rosa (bandanas, camisetas e mochilinhas), para cada criança em tratamento oncológico e seu responsável, conversamos e ganhamos abraços. Fomos levar apoio e carinho, mas nós é que recebemos!?

Vejam os relatos de três voluntárias, nesta ação:
?‍♀️?

“Minha visita ao Hospital Darcy Vargas foi muito especial. Lembro que foi meu primeiro trabalho voluntário e estava muito nervosa pois não sabia como conversar com os pacientes. Porém tudo ocorreu maravilhosamente bem.

Posso afirmar que foi um dos dias mais felizes da minha vida. Não tem como descrever a alegria das crianças ao receber o kit que foi preparado pelo Banco de Lenços. Melhor ainda foi quando uma das pequenas pacientes pediu para eu passar nela um batom rosa, que vinha no kit. A sua reação após estar de batom foi a melhor: ela posou para a câmera e deu um lindo sorriso! Como isso aqueceu meu coração.

Nesse dia pude ver a diferença que o presentinho preparado pelo QeB fez para os pacientes. Era incrível como, ao abrir a sacolinha, eles mudavam a expressão do rosto e ficavam mais felizes. Como se, por um instante, esquecessem da doença e só focassem neste momento.

Foi um dia que me transformou como ser humano. Graças a ele, passei a ajudar mais nos trabalhos voluntários, pois vi como aquilo me fez bem e como poderia mudar a minha vida e de outras pessoas.

Só tenho que agradecer ao Instituto Quimioterapia e Beleza e ao Banco de Lenços Flavia Flores por permitirem a minha participação neste dia incrível e por me mostrar como é bom ajudar o próximo e melhorar o dia de alguém com simples atos”.

Voluntária Natália Garcia

?

“Crianças costumam ver o mundo de uma forma mais divertida, e conseguir colocar um sorriso no rosto delas é sempre muito especial. Essa ação foi assim, cheia de amor e de conversas incríveis com mini pessoas que têm tanto a nos ensinar. Uma experiência capaz de transformar o jeito que nós enxergarmos a vida”.

Voluntária Sofia Duarte

?

“Eu amei participar da ação, nós nos divertimos muito e foi uma delícia dar um pouco do nosso tempo pra fazer kits com presentes que fariam alguém tão feliz”.?

Voluntária Thays Reis

Publicado em Deixe um comentário

Como transformar o período de reclusão num momento especial

Estamos vivendo momentos desafiadores e talvez inéditos na história recente. Pela primeira vez vemos o mundo todo sendo obrigado a se recolher, a parar ante a ameaça de um inimigo invisível.

Nosso Pensar sendo bombardeado por todo tipo de notícias alarmistas e catastróficas, por preocupações financeiras e por cenários tenebrosos para o futuro. Nosso Sentir contaminado pelo medo, angústia, revolta e ameaças à nossa integridade física. Nosso Querer e nossa vontade totalmente tolhidas por um confinamento forçado.

Precisávamos parar! A Humanidade precisava parar! Tudo estava acelerado demais, todos vivendo seus dias em total inconsciência, como Zumbis soterrados por obrigações, esquecidos de nós mesmos, dos nossos familiares, amigos, esquecidos do Planeta que nos acolhe.

Mas tudo tem dois lados. Se olharmos para o passado, fica fácil perceber que grandes progressos surgiram das adversidades. Até mesmo as Guerras trouxeram algo de positivo, como avanços tecnológicos que melhoraram a vida das pessoas. Basta treinarmos o nosso olhar para ver o lado positivo, presente em tudo!

Você já parou para observar o céu nestes dias? Percebeu o incrível tom de azul, puro e cristalino, que sempre esteve lá mas vivia encoberto pela poluição? Já parou para ouvir como a cidade está mais silenciosa? Já refletiu que talvez este momento possa ser uma oportunidade de transformação?

Casais podem se reconectar dentro de suas casas. Pais podem voltar a reconhecer seus filhos, até então delegados a terceiros. Os idosos, tão abandonados e esquecidos, podem voltar ao centro das famílias já que a atenção agora é toda sobre eles. Famílias podem se unir, o respeito às necessidades do outro pode aumentar, nossa consciência sobre a importância de preservarmos a natureza pode se expandir.

Para isto basta estarmos atentos. Precisamos treinar o nosso olhar e os nossos pensamentos para nos conectarmos somente com o que é positivo nesta situação.

Desliguem a TV! Estar bem informado é diferente de estar sobrecarregado de informações negativas. Dediquem este tempo aos seus familiares, às “faxinas” externas e internas que precisam ser feitas, agora temos tempo para isto.

Com a postura correta, podemos transformar este período de reclusão num momento especial de transformação. E que seja assim!

Adriano Munhoz

Publicado em Deixe um comentário

Mulheres, somos todas Luas

Paro um segundo em frente ao teclado do computador. Vou escrever hoje sobre o Dia das Mulheres. No segundo seguinte levanto, ando pelo quarto, são tantas palavras a expressar, fico confusa e agitada, procuro me centrar e lembro que está noite. Abro a janela e lá está ela, no alto negro campo do céu, cercada de estrelas, é Quarto Crescente. Logo me acalmo e as palavras escorrem pelos meus dedos.

A campanha para o International Women’s Day 2020 vem com grande força este ano, intencionando o tema “Each For Equal” (igualdade) como demonstram os principais valores que as guiam: a JUSTIÇA, sendo esta um conceito que pode ser diferente através das culturas mas que baseia-se no respeito entre as pessoas; a DIGNIDADE, como o direito de serem valorizadas e respeitadas, a ESPERANÇA, a IGUALDADE, o RESPEITO, a EMPATIA e o PERDÃO de tudo o que passou , “Olhando para trás para Olhar para frente” (www.internationalwomensday.com).

Com uma campanha assim intensa de união e força escrevo estas palavras com toda a profundidade de um ser feminino que em sua ancestralidade viveu livre, como bicho solto, sem medo, foi Deusa, mãe, venerada e respeitada como divindade, como símbolo de prosperidade e esperança, onde a maior arma era o amor e a graça.

Evidências arqueológicas, antropológicas e históricas comprovam que a mulher foi o centro da vida humana e espiritual durante milênios. Por forças de soberania, disputas e ganância a Deusa foi substituída pelo poder da espada guerreira e o amor matriarcal sucumbiu.

Tantas eras se passaram, fomos curandeiras queimadas como bruxas, fomos criativas revolucionárias tratadas como loucas em camisas de força, fomos rebaixadas ao pior escalão que um ser humano pode chegar, a do desprezo social. A mulher passou a ser controlada, domesticada, como mostram as palavras documentadas no Songe Du Verger, uma compilação de obras que abordava todos os problemas da atualidade política e social na Idade Média: “Entre as más condições que tem as mulheres, em direito, elas tem nove más condições. Primeiramente, uma mulher por sua natureza, busca seu prejuízo. Segundamente, as mulheres são por natureza avarentas… Terceiramente, suas vontades são caprichosas. Quartamente, são hipócritas… Em consequência, as mulheres são reputadas falsas e, portanto, segundo o direito civil, uma mulher não pode ser aceita como testemunha em testamento […] Em consequência, uma mulher faz sempre o contrário do que lhe mandam fazer. Consequentemente são matreiras e maliciosas”.

No século XVIII, Balzac em Physiologie do Mariage, escreveu sua versão à burguesia que o seguia à claras frases: “O destino da mulher e sua única glória é fazer bater o coração dos homens. A mulher é propriedade que se adquire por contrato, ela é mobiliária porque sua posse vale como título, a mulher enfim, não é, propriamente falando, senão um anexo do homem”. E continua: “A mulher casada é uma escrava que é preciso saber colocar no trono. Em quaisquer circunstâncias insignificantes o homem deve eclipsar-se diante delas, ceder-lhes o primeiro lugar, ao invés de fazê-las carregar o fardo, como desobrigá-las de todas as tarefas penosas e de toda a preocupação, sem responsabilidades e , assim, ludibriadas e seduzidas pela facilidade, aceita o papel de mãe e de dona de casa em que a querem confinar”.

Uau ! Fico sem palavras…

E assim, homens e mulheres foram se desconhecendo, afastaram-se da sua verdadeira essência, a de conexão e equilíbrio. A energia feminina representa o farol que ilumina e equilibra o masculino com a finalidade de despertar ambos para uma nova realidade. Essa nova realidade que já está acontecendo. São muitas feridas a serem tratadas, mas é possível, se cada mulher colocar como principal propósito de vida se reconhecer, olhar para dentro, buscar sua força e seu poder que está nela mesma, até sentir prazer em existir, em estar viva e em paz com seu Ser Divino.

É necessário que a mulher se cure de suas dores, emoções, palavras não ditas, experiências não vividas, expressões reprimidas, sonhos não realizados, gargalhadas repreendidas. A mulher quando se cura reaprende a honrar e confiar no seu poder e potencial sagrado de transformação.

O feminino está despertando de seu sono. A Deusa está retornando.
O equilíbrio será restaurado.
Escolheremos o amor ao invés do medo.

Neste dia pare alguns minutos para respirar, ouvir seu corpo, olhar para dentro e buscar o primeiro passo que te levará à sua realização. Mulheres, somos seres sagrados de amor, de ciclos lunares, sabedoria e dança. Reconheçam-se.

Um forte abraço, Renata Isa Santoro
@drarenataisasantoro

Renata Isa Santoro, é médica, cardiologista pediátrica em Campinas, mãe de 2 queridos e está namorando o pai dos filhos dela. No final de 2016, em meio a uma vida workaholic em que sobrevivia no piloto automático, descobriu um câncer de mama que a assolou e a fez recomeçar sua vida e a refazer suas escolhas, como conta no livro que tem ajudado muitas pessoas a despertar para uma nova vida, “Poderosa Leveza de Ser” – editora Chiado. Atua como cardiologista fetal e pediátrica com muito carinho e consultório, é palestrante, está aprendendo a bailar Flamenco, seu hobby é fazer sapatos artesanais, é fã do Kiss e de Krishna Das.

Publicado em Deixe um comentário

7 anos de Quimioterapia e Beleza

Há exatamente 7 anos eu estava preparada e cheia de coragem para enfrentar a minha primeira Quimioterapia.
Na noite anterior eu passei horas no computador, eu queria saber como ficar linda durante o tratamento para não assustar ninguém, e para deixar todo mundo mais à vontade com a minha situação – eu queria parecer normal apesar do tratamento; procurei na internet algum truque de beleza para pacientes que ficaram carecas e sem cílios e sobrancelhas, amarrações de lenços, perucas, cuidados com a pele… e não achei ninguém falando sobre o assunto. Resolvi então criar uma página no Facebook e a batizei com as palavras chave da minha pesquisa: “Quimioterapia e beleza”. Pessoas me falaram que era falta de respeito com outros pacientes, que vaidade vinha em último lugar por se tratar de uma doença tão sofrida; e que eu não poderia estar falando sério, que eu estava definitivamente ficando louca.
Pensei bem… e segui em frente com minha página! E ela virou livro, que virou blog, que virou filme, que virou referência para milhares de mulheres e se transformou no Instituto Quimioterapia e beleza – que tem uma equipe maravilhosa que está aqui para ajudar!

Parabéns pra gente!
Obrigada a você Cat, por fazer parte dessa história linda.

#quimioterapiaebeleza#7anos#oncologia#chemotherapy#nadadetristeza#aiqueemocao#aiquechique#eusouumacat

Publicado em Deixe um comentário

Depoimento da Cat Maira Dias

Descobri meu câncer de mama no dia 20/03/2017, dia do meu aniversário, mas Deus foi tão bom que me enviou uma palavra através de uma amiga. O fato de o resultado ter saído no dia do aniversário foi um presente de Deus, pois era ele me dando uma nova chance, um novo renascimento e com essa fala eu me apeguei…. e realmente assim se fez. Eu me descobri e redescobri nas diversas fases que passamos.

Na descoberta da doença encontrei a força que deveria ter para vencer essa batalha. Depois vem as consequências, como não poder ser mãe devido o tratamento e a minha idade, mas lendo uma de suas matérias vejo que tem mulheres que tiveram filhos. Caso eu não consiga ter um filho, posso adotar, pois o amor será igual. A doença me deu de presente conseguir enxergar diante das dificuldades, pois tudo tem uma maneira para ser resolvido.

Logo após a descoberta veio também a cirurgia e o tratamento que tem como consequência a queda dos cabelos. Em nenhum instante questionei o porque disso estar acontecendo e hoje vejo porque tudo isso aconteceu comigo. Na época, estava iniciando um namoro e a minha primeira reação foi falar para ele que não teria necessidade de ele passar aquilo comigo por ser recente. Hoje, ao ler a reportagem de uma moça que teve câncer e o marido a largou, revivi um pouco este momento da minha vida e lembrei como meu namorado foi essencial. 

Ele parecia médico kkkk. Leu várias coisas no Google e dizia para mim: “isso é simples, você vai tirar de letra”. Além das brincadeiras que ele fazia com a minha careca. Ele ficou do meu lado o tempo todo me dando apoio e não se importou pela minha aparência. Ahh e Deus foi tão bom que me deu amigos e família que me apoiaram a todo momento nas diversas fases.

E não tem como esquecer dos meus alunos, crianças tão pequenas e com almas tão grandiosas. Quando conseguia ir na escola, eles queriam passar a mão na minha cabeça, pois achavam engraçado, elogiavam os lenços. Foi tudo tão maravilhoso…

Aprendi a me descobri… Me amar da maneira que eu era… O que importa é que eu estou viva. Tenho Deus, família e amigos… Isso é o alicerce… Descobri minha beleza… Beleza essa que vem de dentro e que deve ser cultivada todos os dias. Não tinha cabelo, mas tinha brincos e maquiagem que aumentava minha autoestima e assim se passaram sete meses de tratamento.

Nesse período aconteceram coisas tão maravilhosas que não teria acontecido se eu não tivesse passado por esse momento. Cresce de dentro pra fora, cresce a alma, aflora sentimentos, valoriza gestos, pessoas. Agradeço a vida.

Mande também o seu depoimento para [email protected]

Publicado em Deixe um comentário

Dia Mundial da Menopausa

Hoje, 18 de outubro, é Dia Mundial da Menopausa. Ele foi designado por uma colaboração entre a Sociedade Internacional de Menopausa com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A menopausa é algo normal, natural e comum a todas as mulheres. Ela é definida como a última menstruação que, geralmente, ocorre após doze meses consecutivos sem o período menstrual. Além disso, ela decorre do esgotamento da função dos ovários, resultando em uma diminuição dos níveis de estrogênio e outros hormônios.

Segundo o ginecologista e obstetra Luciano de Melo Pompei, secretário-geral da SOGESP e presidente da Sobrac (Associação Brasileira de Climatério), geralmente ocorre por volta dos 50 anos. Com a chegada da menopausa, a mulher já não pode mais engravidar de forma natural – é o fim de seu período reprodutivo.       

Durante todo o período da menopausa, a mulher passa por alterações físicas e emocionais, ocasionadas pela deficiência hormonal. Dentre alguns sintomas estão  os fogachos (calorões), a dificuldade para dormir, labilidade de humor e secura vaginal.

Além disso, outras consequências da menopausa incluem a diabetes, distúrbios da tireóide, hipertensão arterial, aumento do risco cardiovascular. Para mulheres com um estilo de vida pouco saudável, um alto nível de estresse, ou uma genética desfavorável, as alterações da menopausa e do avanço da idade podem ser particularmente desafiadoras.

Menopausa ou climatério

Diferentemente do que muita gente pensa, climatério não é sinônimo de menopausa, que se refere somente à última menstruação.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o climatério é uma fase biológica da vida da mulher, que compreende a transição entre o período reprodutivo e o não reprodutivo.

Inicia-se, em geral, por volta dos 45 anos, como consequência do esgotamento da função ovariana.

Para esclarecer dúvidas:

1- Não existe idade padrão para o início do climatério, a despeito de ser mais comum entre os 40 anos e os 45 anos.

2- Entre os sintomas usuais, estão o distanciamento entre os ciclos menstruais, ocorrência de fogachos e suores noturnos e alterações do sono.

3- Em algumas mulheres, ocorrem alterações psicológicas, como irritabilidade, insônia, depressão, perda de memória e mudanças de humor.

4- Para diagnosticar o climatério a mulher deve procurar o seu médico e, eventualmente se submeter a exames clínicos e laboratoriais.

5- Mamografia, papanicolau, ultrassom transvaginal e densitometria óssea são exames complementares que podem ser solicitados com regularidade durante o climatério.

6- Manter uma dieta saudável, rica em cálcio e vitamina D é muito importante neste período.

7- A desidratação pode afetar o sistema nervoso, o que estimula as ondas de calor. Hidrate-se com mais frequência.

8- Praticar exercícios físicos ajuda a melhorar a densidade óssea, evitar fraturas e também ajuda na flexibilidade e no equilíbrio.

9- A Terapia Hormonal (TH) é o tratamento mais indicado para aliviar fogachos, suores noturnos advindos das ondas de calor, sintomas psicológicos e melhorar a qualidade de vida da mulher, todavia, existem opções não-hormonais.

10- Há algumas contraindicações para a TH. Portanto, é essencial consultar um médico que irá avaliar o histórico da paciente para indicar o tratamento adequado.

Publicado em Deixe um comentário

Os Benefícios de Pedalar

Olá, Cats! A Pedalada Rosa está chegando! Hoje vamos falar sobre os benefícios que você
precisa saber desse tipo de atividade física. Eu sou suspeita, pois é um dos meus hobbies favoritos, mas
vou falar de qualquer jeito. O que mais me encanta na bicicleta ao ar livre é o poder ir mais longe, é o
vento batendo no rosto e a sensação de liberdade. Com certeza, entre as melhores memórias de
passeios e atividades que já fiz, estão os com a bicicleta. Isso sem contar as amizades feitas pelo pedal!
Eu pedalava muito em Florianópolis, onde morei por quase dez anos. Mato ou asfalto, aquele lugar é
mágico, onde quer que você vá (Vá pra lá – e pedale!). Floripa difere-se de São Paulo, obviamente. Aqui
temos muito trânsito, mas as ciclovias, parques e iniciativas que disponibilizam bicicletas de fácil acesso
e baixo custo, facilitam muito e tornam o pedal possível e seguro.

Ela é considerada uma atividade física cíclica por causa do movimento repetitivo dos membros
inferiores. É uma boa opção para quem sente dores articulares nos membros inferiores por não ter
impacto como a corrida tem, por exemplo. Acredito que haja mais pessoas que não gostem de correr do
que quem não goste de pedalar. Esta atividade requer equilíbrio, coordenação, noção espacial e
temporal, resistência muscular e cardiorrespiratória e, também, força e flexibilidade (completinho, né?).
Além dessas capacidades físicas que podem ser aprimoradas com a prática da pedalada, teve um estudo
que demonstrou que após apenas 20 minutinhos de pedal leve a moderado diminuiu a ansiedade das
pacientes que tiveram câncer de mama 1 . Outro estudo, demonstrou que após 12 semanas de
treinamento com bicicleta ergométrica (3 sessões semanais, intensidade moderada), pacientes com
linfoma que estavam em quimioterapia ou que já haviam terminado o tratamento, apresentaram
melhora da saúde em geral, da qualidade de vida, dos níveis de depressão, felicidade, aptidão física e
fadiga 2 .

Algumas vezes, os ombros, lombar e punhos podem reclamar um pouco pela sobrecarga do
nosso corpo. Isto pode ser devido à duração da atividade, destreinamento, ao tamanho da bicicleta e
posicionamento do banco e guidons inadequados para você ou mesmo por alguma particularidade sua
como lesões, histórico de cirurgia. Não se preocupe, pois somos adaptáveis e dá pra resolver isso
também, após descoberto o motivo. A prática da pedalada pode ser considerada de baixo custo e,
também, de elevadíssimo custo, depende da bicicleta e dos equipamentos que você decida adquirir.
Quanto aos equipamentos, capacete e luzes são essenciais! Praticar atividades como o pedal têm
estreitíssima ligação com a diminuição do risco de doenças cardiovasculares!

Assim, a PEDALADA ROSA vai te proporcionar vários benefícios que podem ser físicos,
psicológicos e sociais. Lá também vai estar rolando uma oficina de bicicleta, caso você queira aprender a
trocar um pneu ou coisas do tipo. Já adianto, nem é tão difícil assim e a gente fica se sentindo o máximo
quando consegue remendar uma câmara, enche-la, colocar o pneu de volta e sair pedalando. Quem
sabe participando do evento, vocês não se animam a começar a pedalar? E, se você não é de São Paulo
nem de Bauru, que também receberá o evento, não se preocupe. Há sempre algum amigo ou familiar
disposto a pedalar com você, pode ter certeza disso. Ah! Nas academias, as bicicletas também são bem
comuns. Pedido de professora: por favor, não fiquem muito confortáveis sentadas nas bikes, assistindo
TV, ou, seja lá o que for, e esquecendo do exercício. Pra termos resultados, é preciso ter esforço – e o
bom da bicicleta é que dá pra se divertir ao mesmo tempo!

1 Blacklock R, Rhodes R, Blanchard C, Gaul C. Effects of exercise intensity and self-efficacy on
state anxiety with breast cancer survivors. Oncol Nurs Forum. 2010 Mar;37(2):206-12.
2 Courneya KS, Sellar CM, Stevinson C, McNeely ML, Peddle CJ, Friedenreich CM, et al.
Randomized controlled trial of the effects of aerobic exercise on physical functioning and quality of life
in lymphoma patients. Journal of Clinical Oncology 2009;27(27):4605‐12.